terça-feira, 24 de setembro de 2013

Zugzwang



Zugzwang é uma palavra de origem alemã que significa compulsão pelo movimento. É é usada no jogo de xadrez para designar o momento em que todas as alternativas escolhidas pelo jogador só trazem perdas (a bela abertura do filme se passa num tabuleiro de xadrez). O título é mais que perfeito para o documentário brasileiro de longa metragem de Duto Sperry e define bem a época em que vivemos. 

O filme, também roteirizado por Sperry, mostra como fontes de energia renováveis podem ajudar no desafio de mitigar a crise atual, que engloba as vertentes ambiental, social e econômica. Com idéia original é de Eduardo Ribeiro dos Santos e Fábio Tinoco e produção da Matel.Doc, Zungzwang foi filmado durante quatro meses em vários países. Entre os entrevistados estão diversos atores sociais das áreas agrícola, de produção e de bioenergia:

- Thomas Lovejoy, presidente da Heinz Foundation, Washington/EUA;  
- José Goldemberg, físico do Instituto de Eletrotécnica e Energia da USP, São Paulo/Brasil;  
- Ignacy Sachs, economista e sociólogo, professor emérito da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais, Paris/França;  
- Carlos Nobre, climatologista do INPE e conselheiro do Planeta Sustentável, São José do Rio Preto/Brasil; 
- Rajendra Pachauri, Prêmio Nobel da Paz e presidente do IPCC, Nova Dehli/Índia; 
- Clayton Lino, presidente do Conselho Nacional da Biosfera da Mata Atlântica, São Paulo/Brasil;  
- Koya Nishikawa, secretário do Parlamento do Ministério da Economia de Tóquio/Japão e 
- Vandana Shiva, ambientalista e filósofa de Nova Dehli/Índia. 

No lançamento em São Paulo - durante a Conferência Internacional do Ethos -, Ricardo Young, presidente do Instituto Ethos, disse que Zugzwang é equivalente a filmes como “Uma Verdade Inconveniente”, “A última hora” e “The Corporation” para a educação e a disseminação da urgência e do desafio do desenvolvimento sustentável. 

“Agora, é importante arriscar uma nova abordagem e quero provocar a reflexão com este filme”, afirma Sperry, que deseja que Zugzwang seja visto pelo maior número de pessoas possível. Por isso, o filme está disponível para download grátis e também noYouTube, em seis capítulos, o maior tem quatro minutos. Sua intenção é exibi-lo, também, em escolas – também em parceria com a produtora Mattel e a Fiat, empresa que deu apoio ao projeto -, para promover a discussão sobre o tema com educadores e estudantes.


Não deixem de assistir e de fazer seu comentário, pois este é de grande importância para seu aprendizado.



https://www.youtube.com/watch?v=7tMRWkeYwzk

10 comentários:

  1. O conceito de energia se refere ao potencial inato de se executar um trabalho ou realizar uma ação, e é assim que a humanidade tem agido nos últimos anos: Em busca de energia para executar os trabalhos do nosso cotidiano. Partindo da primeira fonte de energia que o homem conheceu, os raios e trovões, posteriormente dominaram o fogo. Chegamos hoje a era do petróleo, que segundo ambientalistas está no começo do fim. Chegou a hora de rever as matrizes energéticas do mundo, este que é limitado e deve ter consumo limitado também. "O uso desenfreado das tecnologias fósseis desde a primeira revolução industrial, desencadeou uma brutal degradação ambiental, que é uma das principais causas do aquecimento global." O petróleo, o gás natural e o carvão mineral são as três fontes mais poluentes da produção energética; e supre a maior parte da demanda atual da humanidade, o que podemos perceber é que, utilizamos em maior escala atualmente, logo os três recursos mais poluentes para o planeta. As previsões que mostram EUA, Índia e China como principais países dependentes de energia, de petróleo, assusta os pesquisadores, que apontam aumento de mais de 50% do consumo daqui a 30 anos. As energias renováveis são a única saída para um desastre energético, a energia solar é a principal entre elas.

    ResponderExcluir
  2. O conceito de energia se refere ao potencial inato de se executar um trabalho ou realizar uma ação.
    A historia da humanidade esta associada ao usa da energia.
    Inicialmente o homem conhecia apenas o fogo,assim com o tempo conseguindo dominá-lo.
    A humanidade sempre precisou de energia,mas muitas dessas energias estão causando problemas em décadas os mesmo poderão ser irreversíveis.
    As energias fosseis desencadeou a degradação ambiental,que é uma das principais causas do aquecimento global.
    O petróleo,o carvão mineral e o gás natural são os que mais poluem .
    A utilização da energia solar através da biomassa é considerado uma das energias mais limpas e renováveis,e aos olhos dos pesquisadores elas serão a única solução para o planeta,pois as previsões que mostram EUA, Índia e China como principais países dependentes de energia, de petróleo apontam o aumento de mais de 50% do consumo daqui a 30 anos.

    ResponderExcluir
  3. Gabriela Alves, 9° ano29 de setembro de 2013 16:02

    O documentário Zugzwang não hesita em nos perguntar: Afinal, que estamos pondo em jogo? Nas últimas décadas, o homem - aficionado por um desenvolvimento egoísta e manipulador - utilizou de seus recursos de forma descontrolada para construir uma era tecnológica, baseada na ideologia ocidental de um mundo cada vez mais capitalista e menos ecológico. A energia, que se conceitua no ato de realizar um trabalho ou transformação, é a principal vertente dessa luta entre a vontade de evoluir e a necessidade de reavaliar os pilares que mantém toda a civilização. Ela é essencial para a nossa sobrevivência, além da zona de conforto a qual estamos acostumados.
    Nos primórdios da humanidade, nossos antepassados utilizavam somente o fogo proveniente dos raios (que acreditavam ser dádiva dos deuses). Entretanto, com o passar do tempo descobriram que poderiam domina-lo sem ter que esperar por tempestades, e desta forma começaram os primeiros passos do ser humano no total controle energético. O homem passou a não depender somente da sua fé para realizar suas vontades, mas sim de suas ambições e recursos que julgavam ilimitados - pensavam (e se é que ainda não pensam) ser o centro de todo o universo. Chegamos então a era do petróleo, onde os efeitos da evidente degradação ambiental só não é maior que a riqueza produzida por este.
    Mas o que nos deparamos atualmente, no século 21, não é somente a evolução do modo de vida do ser humano. É também o desgaste de todas as formas de matrizes energéticas que antes julgávamos inacabáveis, e o aumento considerável dos problemas de nosso planeta, principalmente o aquecimento global. São as consequências do uso desenfreado das energias fósseis desde a primeira revolução industrial, no fim do sec. XVIII. É necessário, portanto, amenizar as questões negativas que surgiram juntamente com as fontes energéticas poluentes (principalmente o petróleo, o gás natural e o carvão mineral, visto que estes representam a maior parte da demanda de energia) antes que essas dificuldades já sentidas atualmente se tornem irreversíveis. Índia, China e Estados Unidos são os principais consumidores de energia, mas é de vital importância que todos os países comecem a colocar em prática fontes viáveis e menos poluentes para que se possa manter a civilização em constante crescimento, mas nunca em guerra com a natureza.
    A solução seria aliar ideias e atitudes sustentáveis. Investir cada vez mais em energias renováveis e limpas, principalmente a solar e fazer, desta forma,a transição entre as duas eras energéticas tão antagônicas. Assim, teremos uma sociedade mais eficiente, que respeita o meio ambiente e promova desenvolvimento socioeconômico.

    ResponderExcluir
  4. Energia = potencial inato de se executar um trabalho ou realizar uma ação.
    O homem está sempre ligado ao uso de energia desde a pré-história, com o uso do fogo.
    Nós nós dependemos de energia, e a energia está destruindo o meio ambiente.
    O carvão mineral, gás natural, e o petróleo= danificam mais o meio ambiente.
    Energia Fóssil=Umas das causas do aquecimento global.
    índia= uso muito elevado do carvão
    índia e china= principais paises dependentes de energia

    ResponderExcluir
  5. O vídeo define que a energia significa ter potencial inato para realizar um trabalho.A nossa sociedade vive em busca de constantes energias para suprir suas recentes necessidades.Desde os primórdios de nossa existência,a história está associada a energia.Como por exemplo:O uso e domínio do fogo desde a época das cavernas,que diferenciou o homem dos outros animais.Desde então,ele não precisou esperar por tempestades para obtê-lo.Hoje,ninguém sobrevive sem energia e de tanto foi o uso contínuo dela,que se pensa que temos de mudar radicalmente o uso de nossa matriz energética.Indicando que nós estamos no começo do fim da era energética.Temos todos os motivos em querer mudar nossa matriz,em razão dos impactos ambientais.Se nós não mudarmos de rumo nas próximas décadas,haverá uma série de problemas irreversíveis.Como foi dito por uma pesquisadora,o nosso mundo é limitado,e em um mundo limitado,temos de controlar nosso consumo e ações afim de poupar a natureza e reduzir danos para o nosso bem-estar e ao da natureza também.O uso desenfreado das energias fósseis começou na revolução industrial e desencadeou em uma grande degradação ambiental que é uma das principais causas do aquecimento global.O consumo da energia disparou nos últimos anos,especialmente em países populosos membros do BRICs (grupo de países em desenvolvimento)China e Índia.Se continuarmos a viver do modo em que foi pregado como padrão de bem-estar,de comodidade a partir do consumo de energia,não poderemos desfrutar nem da metade disso daqui 30 anos.Atualmente,o petróleo,o carvão e o gás natural são uma das matrizes energéticas fósseis mais usadas pela humanidade,e suprem a maior parte da demanda atual dela.Desde o século 18,quando o homem trocou os campos pela cidade,os pequenos negócios e produções,pelas grandes indústrias,tivemos uma grande explosão de consumo energético.O homem passou a investir no petróleo e em cada um dos elos de sua cadeia produtiva.Antes da metade do século 20,seu uso superou outras formas de energia.Para se ter uma ideia,o uso de energia derivada do petróleo é inferior ao número de descobertas de novas fontes petrolíferas.Isso se dá a adoção de um mundo capitalista,que prega que ter,consumir,e adquirir riquezas mesmo prejudicando ao próximo e a natureza,é a melhor saída para o desenvolvimento.Precisamos rever o que estamos fazendo com o nosso mundo,ou melhor,com o nosso lar.Daqui a 30 anos,creio eu,que mesmo os mais ricos verão a bobagem que cometeram agora,explorando da nossa Terra desenfreadamente e sem pensar no que poderá acontecer mais tarde.Todo mundo reclama,porém não faz nada e quando questionados dizem não ter tempo para mudar ou para fazer algo útil.Estão esquecendo e ignorando que "Não existe falta de tempo, existe falta de interesse. Porque quando a gente quer mesmo, a madrugada vira dia. Quarta-feira vira sábado e um momento vira oportunidade de se mudar(Autor Desconhecido)

    ResponderExcluir
  6. O documentário ZUGZWANG questiona a atual situação socioeconômica e ecológica mundial: num planeta limitado, como nosso, não há lugar para um desenvolvimento desenfreado e destrutivo. Mas até onde conseguimos ir sem que haja destruição? O fortalecimento do capitalismo em todo o mundo e a difusão da ideia de consumo ilimitado nos levou a um ponto em que não se pode mais ignorar os problemas.
    Já estamos vendo respostas na natureza à mudança climática, como os oceanos se tornando mais ácidos, algumas mudanças de limiar em ecossistemas, e isto com um aumento de apenas 0,75ºC na temperatura. A produção de resíduos pelos seres humanos é absurdamente grande, e o nosso planeta não suporta isso. Desde a produção até a eliminação dos bens de consumo, tudo aquilo que é utilizado deve fazer parte de um ciclo, o descarte não pode ser um ponto final - até porque a Terra não suporta esse raciocínio.
    A palavra chave para a mudança é sustentabilidade. Diferentemente do que acontece hoje em dia, em que fortunas são construídas a partir da destruição, o que deve ocorrer é um desenvolvimento sustentável, baseado numa economia de baixo carbono. E, para que aconteça a transição para esse tipo de sociedade, várias atitudes são importantes, dentre as quais duas se destacam por serem fundamentais: substituir a matriz energética mundial e parar o desmatamento. Basicamente, o que temos de fazer é abandonar os combustíveis fósseis e as fontes não-renováveis de energia. O nosso dever é apostar cada vez mais nas energias solar, eólica, nos biocombustíveis, etc, pois as fontes renováveis são a única maneira de seguirmos para o futuro.
    Nunca estivemos numa situação tão alarmante, mas ao mesmo tempo, nunca fomos tão aptos a mudá-la. A globalização econômica permitiu que a ganância e a destruição se expandissem de forma incontrolável, mas ainda é possível imaginar um futuro viável para a humanidade. A sustentabilidade não é uma utopia, mas é necessário que haja uma ação conjunta de todos. A questão é o mundo conseguir se mover para a criação de uma sociedade mais justa e que seja capaz de não dar fim ao planeta. Uma sociedade em que a vida, seja humana, animal ou vegetal, esteja acima do poder e do dinheiro, e em que possamos nos desenvolver ao mesmo tempo em que conservamos o meio ambiente.

    ResponderExcluir

Favor comentários com o objetivo das atividades propostas